28.10.06

É galera.

Cá estou eu de novo.

Resolvi criar um blog para vomitar nesse mundo(patético e virtual por sinal) algumas idéias minhas, que (ainda) não tiveram espaço na banda ou no fotolog.

Mais uma forma que arranjei de gastar minhas horas no computador.
Resta saber por quanto tempo vai durar.

Blog do Poeta, como diria o Fox.


E pra começar, a versão integral daquele poema lido terça-feira no CEP 20.000, e que por sinal dá nome ao blog.


Café, Idéias e Discos de Jazz

Mais horas passaram doque eu gostaria
rasquei todas as folhas em branco
por não conseguir encontrar algum título
que dissesse algo além das horas.

lá fora parece não haver mais mundo
enquanto conto segundos com meus olhos
a música repete quando pareço afundar
tudo se apaga, é hora de ir embora

e escondo em mim mesmo os meus medos
no escuro deveria ser mais fácil
não vou acender as luzes pra chegar em algum lugar
me viro de costas para o céu, quero desaparecer

a música repete quando pareço afundar
doses de wiskye não servem mais para apagar
repito o disco às 3 pela quarta vez
copos de café às 2, o dia já vai chegar

a música afunda quando pareço me repetir.

3 Comments:

Anonymous Fox said...

porra
poema foda ae
ai
esse é o blog do poeta cara
como eu diria hahahaha

abração

16:50  
Blogger Bárbara Araújo Machado. said...

óóóólha! tem meu blog ali! uau, me senti até importante =)
dez o poema. e o título muito bom! vivas aos discos de jazz...
você é vegetariano, olha só!
tá, comentário longo e inútil, hehe.

21:19  
Anonymous Joana said...

caraca, o fox tem razao!
=)

21:55  

Postar um comentário

<< Home